Enquanto a domesticação canina já acontece há milhões de anos, os felinos passaram a compor o ambiente doméstico há pouco mais de dois mil anos. Recrutados pelos antigos egípcios para o controle de pragas em armazéns de grãos, o relacionamento entre gatos e humanos ainda é recente. 

Por essa razão, eles ainda carregam consigo aspectos selvagens e lançam mão de mecanismos fisiológicos ainda primitivos quando submetidos ao medo ou ao estresse. O fato de viajar de casa até o consultório, a variedade de olfatos e sons que experimentam nessa jornada, a contenção e humanos estranhos são todos fatores de estresse agudo importante. Nesse processo, o gatinho se prepara para uma luta de vida ou morte e, como todos nessa situação, mobilizam todas suas energias para o combate e podendo apresentar uma hiperglicemia importante. 

No entanto, as frutosaminas são muito mais estáveis. Por tratarem-se de proteínas glicosiladas, elas são indiferentes aos picos de estresse e o resultados delas informam um histórico médio glicêmico de aproximadamente 15 a 21 dias, ou seja, são muito mais seguras. 

Por essa razão, se a sua suspeita clínica for diabetes melitos invista na dosagem de frutosaminas. E não se esqueça, outros exames podem ser grande ajuda como a urinálise.